Chikago's Realm

O local que o velho Chikago coloca todas suas coisas

Tabula Rasa – Diário de Criação #13

Olá Clones. Sejam bem vindos a mais um diário de criação do RPG Tábula Rasa. Sentem-se e fiquem a vontade. Hoje vamos brincar de Psiquiatria.

Como já foi dito e repetido, uma das bases do Tabula Rasa é que os Clones, criados para salvar a humanidade, em pouco tempo começam a vivenciar experiências que vão se transformando em Traços de personalidade, deixando os mesmos diferentes uns dos outros e mais humanos.

Mas, de onde vem essas experiências?

 

Toda criatura viva possui Instintos. Estes Instintos fazem os animais e pessoas agirem e tomarem decisões. Por sua vez, essas ações e decisões tornam-se experiências. E as experiências tornam-se traços de personalidade, que podem se tornar novos instintos.

 

Todo animal possui 3 Instintos básicos:

  • O Instinto de Autopreservação: Que faz ele buscar comida, se defender e lutar.
  • O Instinto de Procriação: Que faz ele passar os genes adiante, e proteger sua prole.
  • O Instinto de Evolução: Que faz ele aumentar seu território, buscar informações, trabalhar em conjunto e controlar tudo ao seu redor para que os outros Instintos sejam facilmente mais saciados. Se você já viu um gato curioso com uma sacola de mercado nova, entende o que é este Instinto.

Estes Instintos são inseridos geneticamente em todos animais, de acordo com cada espécie. Os humanos também possuem estes instintos. Já os Clones…

Os Clones em Tabula Rasa são Condicionados Artificialmente durante os 10 anos de crescimento. Esse condicionamento suprime o Instinto de Procriação e Insere dois novos Instintos que são “Naturais” para os Clones:

  • O Instinto de Obedecer a Cadeia de Comando: Obedecer seus Superiores, Obedecer a Equipe NovaTerra
  • Salvar a Humanidade: Buscar um modo de salvar os Humanos na Terra.

Assim, no inicio do jogo os Clones possuem inseridos em suas mentes sua missão e seus instintos reforçam isso. Eles não são mais que ferramentas inicialmente… inicialmente.

Assim como a vivência os faz evoluir como pessoas, também pode suprimir, alterar ou criar novos Instintos. Obviamente isso requer muito esforço e uma mudança de paradigma. Afinal, se o Instinto de Obedecer é bom, porque um Clone o mudaria?

 

– Mas Doutora, eu olho a mudança como uma porta fechada ao longe. como vou saber se eu mudei ou não? 
– A mudança não é uma porta. É uma janela aberta. uma hora você irá olhar ela novamente e perceber que já a cruzou faz tempo. É algo que acontece consciente e inconscientemente.

Trecho da conversa entre a Dra Romanenko e um paciente.

 

 

Mas, fora a parte narrativa, no que implica ter mais ou menos instintos?

Primeiramente um Instinto é algo natural do Personagem, é algo “sempre ativo” ou automático. Assim, se um Clone possui como Instinto “Ao sinal de perigo, sempre entra em postura combativa e ativa sua arma”, quando aparecer um perigo, ele automaticamente já está com a arma ativada.

Em segundo lugar, o número de Instintos influencia no valor do Dado de Sobrevivência do Clone. Um Clone com 4 Instintos possui um Valor de Sobrevivência de D8. Se ele tivesse 5 Instintos, seria D10.

Em terceiro lugar, um instinto dá para o Clone a chance de gastar seus dados de Sobrevivência em prol do Instinto, melhorando sua chance em testes.

Assim, é bom ter Instintos!

 

Potencializando e Suprimindo Instintos:

Um instinto pode ser Potencializado ou Suprimido. Isso acontece por diversos fatores, como mudança de Hormônios ou Perturbações. Nesses casos, um instinto pode ficar aflorado (potencializado) ou suprimido.

Um Instinto Potencializado OBRIGA ao jogador usar dados de Sobrevivência SEMPRE QUE POSSÍVEL. Assim, um clone com Autopreservação potencializada não vai atacar ou se defender de uma criatura que o ameace normalmente, ele vai gastar tudo que pode para vencer.

Já um Instinto Suprimido é quase o oposto. Um personagem com um instinto suprimido precisa gastar 2 dados de Sobrevivência para poder usar um, pois o Clone não tem “aquela vontade”. no caso de um Clone com o Autopreservação Suprimida (por exemplo, com Depressão Aguda), precisa gastar 2 dados para poder usar um para se defender de um ataque.

 

Bem, terminamos por aqui hoje, e eu espero que estejam se divertindo lendo assim como eu escrevendo!

Até a próxima!

 

 

 

Categories: RPG, Tabula Rasa

Written by chikago

Nascido em 22/04/77, amado e criado por seus pais, avacalhado e presenteado com ótimos amigos, Jogador e Mestre de Rpg, Formado em Administração: Comex, separado, trabalha como assistente de DP nas horas comerciais, podcaster, escritor, game designer e sei la mais o que nas horas vagas e pai de um garoto maravilhoso.